Tratamento de água para indústrias de celulose

A água é um dos insumos mais essenciais na fabricação de celulose e papel. Por isso, o tratamento e reutilização deste recurso é um grande desafio para as indústrias destes segmentos. Podemos afirmar que o setor tem elevada importância econômica nacional, sendo que ocupa o 9º lugar no ranking de produção mundial de papel e o 4º no ranking de produção de celulose.
Longos períodos de estiagem e recentes eventos envolvendo acidentes ambientais reforçaram a preocupação das empresas sobre a possibilidade de não ter mais o recurso hídrico à disposição. Dessa forma, a reutilização da água tem sua justificativa cada vez mais discutida e aprovada, pois os volumes necessários nos processos de beneficiamento da celulose são de grandezas significativas.
Além dessa temática em não retirar elevados volumes de água bruta, ainda se tem a emissão de efluentes resultantes do processo em que apresentam elevadas cargas orgânicas (DQO, entre outros) e elevadas concentrações de sólidos (tanto dissolvidos quanto em suspensão).

O que a Fast tem a oferecer:

Para obter o efeito esperado, a Fast tem como diferencial dois produtos interessantes: a Estação de Tratamento de Água (ETA) e a Estação de Tratamento de Água de Reuso (ETAR), ambas apresentam elevada eficiência e são fornecidas em unidades pré-industrializadas com capacidade de tratamento entre 10 a 1.000 m³/h (até 277 L/s em um único módulo).

 

Vantagens:

  • Espaço reduzido: estação de água muito mais compacta;
  • Sistema modular e de fácil expansão;
  • Sistema eficiente em diversos parâmetros, tais como remoção de algas, fitoplâncton, cor, turbidez, entre outros.
  • Para reuso, os parâmetros mais eficientes de remoção são sólidos em suspensão e DQO;
  • Fácil manutenção;
  • Fácil manejo;
  • Baixo impacto ambiental;
  • Desidratação e destinação para o resíduo gerado;
  • Não suscetível a mudanças climáticas, como o sistema convencional;
  • Redução considerável em consumo de químicos;
  • Melhor adensamento de lodos;
  • Não existe arraste de material flotante ou sedimentado;
  • Sistema apto e com elevada eficiência para remoção de algas;
  • Elevada taxa de aplicação, chegando a ser 10 vezes mais que o processo convencional de tratamento de água.